Ir para o conteúdo
ou

Software livre Brasil

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Por que monitorar a rede da sua empresa?

1 de Outubro de 2015, 10:45 , por Sanzio Gomes Godinho - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 45 vezes
Emp

Empresas que têm a área de tecnologia da informação bem planejada e alinhada com seu negócio tem mais chances de atingir o sucesso, mesmo quando o foco principal não seja TI. Por causa disso, o monitoramento de rede em tempo real tornou-se indispensável na gestão das organizações que já se atentaram para a importância cada vez maior do segmento. Algum setor da sua empresa já parou alguns minutos (ou mesmo horas) devido a alguma indisponibilidade da infraestrutura de TI? Se sim, você certamente sabe que a perda de informações e paradas dos serviços - ainda que momentâneas - afetam negativamente a continuidade do negócio e a produtividade da equipe

Já quando alguém começa a monitorar a rede da empresa, é possível captar informações sobre os sistemas e equipamentos rapidamente, de modo sintético, preciso e confiável. Assim, as tomadas de decisão do gestor na hora do planejamento, adequação da área de TI ficam mais rápidas e assertivas. Outro benefício é a verificação constante do desempenho de serviços e a resolução de problemas mais rapidamente, como conectividade e integração de plataformas.

O que é monitoramento de rede?

É verificar o funcionamento de todos os serviços e equipamentos disponíveis na empresa relacionados à estrutura de rede. Para isso, os profissionais de TI utilizam ferramentas capazes de monitorar funcionamento adequado da rede, enviando relatórios e alertas aos administradores. Dessa forma, falhas são prevenidas e/ou corrigidas antes mesmo de serem notadas pelos usuários da rede, mantendo a estabilidade do ambiente computacional e o desempenho da equipe.

Por que monitorar a rede da sua empresa?

Redes têm a tendência de ser tornar cada dia maiores, mais complexas e críticas para as organizações. Ao planejar ummonitoramento adequado para uma determinada empresa, o gestor de TI pode acompanhar a “saúde da rede” e, principalmente de antecipar a possíveis falhas ou a queda de performance. Esses problemas geralmente resultam em menor produtividade dos setores que dependem da TI, ou seja, praticamente todos. Por isso, é preciso considerar constantemente a eficácia no funcionamento dos equipamentos e serviços da corporação. Outro ponto importante a ser destacado é a necessidade de conhecimentos específicos de configuração por parte do profissional responsável pelo monitoramento.

O que deve ser monitorado?

  • Recursos (hardware/suprimentos)
  • Serviços
  • Aplicações
  • Equipamentos de rede
  • Segurança da informação

Prevenir é melhor que remediar

Um dos maiores benefícios de monitorar a rede da sua empresa é a possibilidade de prevenir problemas na rede antes de acontecerem. O aumento no uso das redes de computadores acaba gerando ainda mais problemas na rede. Certamente você já se deparou com dezenas de reclamações dos usuários quanto ao acesso lento em horários de pico, indisponibilidade no sistema, problemas em downloads e em acessos em geral. Tendo isso em vista, detectar qualquer problema na rede antes que o usuário possa notar a falha torna-se meta diária de qualquer gestor de TI bem preparado e atualizado. As ferramentas existentes para monitoramento de sistemas e servidores tornam o profissional capaz de analisar processos e serviços para identificar o mais cedo possível qualquer falha.

Registrar erros

Quando não for possível evitar uma falha, lembre-se da importância de registrá-la para que não ocorra novamente. Dessa maneira, mesmo que dessa vez o erro tenha prejudicado a empresa, na próxima vez certamente será detectado com antecedência garantindo a produtividade, segurança e continuidade dos negócios da organização.

Em suma, o aumento na utilização das redes torna o monitoramento de redes indispensável. Além de evitar custos desnecessários e fornecer resposta e resolução de incidentes cada vez mais rápidos, o monitoramento melhora a confiabilidade e segurança dos dados e recursos disponíveis aos colaboradores.